História

Mulher compra uma bolsa de segunda mão, descobre buraco na linha e faz uma descoberta emocionante

Você já perdeu algo precioso para você e pensou que nunca o recuperaria?

Uma mulher chamada Sarah Thomas de Oregon adora economizar e até tem seu próprio negócio de revenda de itens interessantes que encontra no Facebook.

PUBLICIDADE

Um dia, ela encontrou uma bolsa de grife vintage que não podia deixar passar porque sabia que iria render muito no mercado de revenda.

Mal sabia ela que aquela bolsa acabaria mudando a vida de alguém para melhor depois de perceber que estava mais pesada do que o normal.

O que poderia ter sido?

Uma descoberta inesperada
Um dia, a residente de Oregon Sarah Thomas viu uma sacola em um brechó que ela não podia deixar passar.

PUBLICIDADE

Depois de comprar, ela o virou para inspecionar e algo pesado se moveu. Foi quando ela começou a investigar mais profundamente.

Depois de vasculhar a compra, tateando o forro, Thomas quis saber o que havia ali. “Que estranho”, pensou ela enquanto verificava os compartimentos.

Então, Thomas descobriu um buraco no forro e estendeu a mão para baixo. Sua mão cobriu um estranho objeto retangular, e ela soube imediatamente o que era e que não devia estar ali…

PUBLICIDADE

Uma grande caçadora de pechinchas
O morador de Oregon não amava nada além de barganhar. Era seu passatempo favorito. Sempre que ela passava por um brechó, ela sempre parava lá para encontrar alguns produtos.

Seu foco principal era encontrar qualquer coisa que parecesse incomum ou interessante.

Em seu processo de busca, Thomas encontraria alguns itens questionáveis. Com isso, queremos dizer que ela descobriria que seus achados seriam gastos ou danificados.

Isso os tornava impróprios para revenda, mas não foi o suficiente para impedi-la de continuar.

Compra de sorte
Não era apenas uma bolsa de tecido de marca de uma grife, mas era vintage. Isso é o dobro dos pontos em seu livro, então não havia dúvida de que Thomas iria comprar aquela bolsa doce.

A melhor parte é que parecia novo, o epítome de um achado raro. Ela pensou consigo mesma que a bolsa valeria pelo menos 200 dólares em valor de revenda. Ela comprou sem hesitação.

Foi quando ela chegou em casa que ela percebeu algo… Continue lendo para saber o que ela encontrou!

Assim que Thomas voltou para casa com sua valiosa bolsa de tecido, foi quando ela percebeu algo interessante. “Eu estava limpando e percebi algo pesado balançando ali”, explicou Thomas.

Depois de olhar ao redor dentro da bolsa, ela ainda não conseguia encontrar nada.

Então começou a ter pensamentos negativos com medo do que o dono anterior poderia ter deixado lá.

Thomas também se perguntou por que o último proprietário se desfaria de um item tão valioso.

A cada segundo que passava, a curiosidade de Thomas crescia mais e mais. Ela pensou que deveria devolver a bolsa e deixar por isso mesmo. Afinal, era uma bolsa de segunda mão.

Por melhor que tenha sido sua ideia, seu interesse tornou-se muito grande e ela não podia simplesmente deixá-lo ir.

Foi quando ela viu um pequeno orifício no forro da bolsa. Ela não tinha ideia de que estava prestes a descobrir um mistério de sete anos de idade…

Depois de espiar pela abertura, ela viu um metal prateado e seu coração começou a disparar. O que poderia ser?

Thomas começou a alargar o buraco para que ela pudesse chegar ao fundo disso. Foi um tesouro? O que poderia estar lá?

A mão de Thomas roçou suavemente um objeto e ela estremeceu. Estava frio e duro, mas ela ficou aliviada por não ser pegajoso e úmido. Ela também reconheceu que parecia um objeto de metal.

Lentamente, ela puxou-o para fora e seus níveis de espanto dispararam pelo telhado. Era uma câmera digital Sony nova na bolsa!

Depois de descobrir o que era, isso só a deixou com mais perguntas. Por exemplo, a quem pertencia e o que poderia estar naquela câmera?

Thomas se decidiu e sabia que ela precisava agir. Olhar para as fotos foi mais do que suficiente para acender essa paixão nela.

Em seu coração, ela sabia que era a decisão certa a tomar, e ela não poderia ter sido mais correta.

Ser mãe também a impulsionou a agir. Ela sabia como se sentiria se perdesse uma câmera com memórias tão valiosas.

Alguns momentos são insubstituíveis e as fotos ajudam você a lembrá-los melhor.

Ela pensou em todos os momentos preciosos que teve com a filha, como o dia em que voltou para casa com o bebê pela primeira vez do hospital e os primeiros passos da filha. Ela tinha que fazer algo para encontrar o dono de direito.

Agindo
Foi então que ela teve uma ótima ideia. Thomas já tinha muitos seguidores no Facebook, então ela imaginou que poderia compartilhar as fotos online e com sorte alguém as reconheceria!

“Eu odiaria perder fotos”, lembrou Thomas. “Pode não ser muito, mas é para alguém.” Ela se perguntou se o proprietário ainda estaria na área ou não.

Havia uma chance de que o dono da bolsa original a tivesse perdido anos atrás.

Thomas fez um post no Facebook que dizia: “Não tenho certeza se está tudo bem para postar aqui, mas comprei uma bolsa de tecido no Goodwill e encontrei uma câmera Sony Cybershot azul dentro com fotos.

Alguém sabe quem é essa família ou as pessoas nessas fotos estão? Quero ter certeza de que elas terão suas câmeras e, definitivamente, seu cartão SD.”

Felizmente, o proprietário estava por perto. Foi um milagre, e ela tinha que agradecer as redes sociais.

O que mais poderia ter o poder de encontrar alguém em uma situação tão complexa?
Thomas fez um post no Facebook que dizia:

“Não tenho certeza se está tudo bem para postar aqui, mas comprei uma bolsa de tecido no Goodwill e encontrei uma câmera Sony Cybershot azul dentro com fotos.

Alguém sabe quem é essa família ou as pessoas nessas fotos estão? Quero ter certeza de que elas terão suas câmeras e, definitivamente, seu cartão SD.”

Mais Lidas de História