História

Família adota cachorro, mas quando o veterinário o vê, ele chama a polícia

O cachorro é o melhor amigo do homem e essa relação vem evoluindo e cada mais o pet vem se tornando uma parte importante da família.

Principalmente para as crianças e idosos esses anjos de quatro patas se tornam melhores amigos e indicado para quem sofre de depressão.

PUBLICIDADE

A melhor forma de ter esse animal é adotando, dando a oportunidade do animalzinho ter casa e comida. Mas e se ao levar o veterinário você precise chamar a polícia?

Su Yun e sua família da província chinesa de Yunnan haviam considerado levar um animal de estimação para sua casa.

Durante uma de suas férias, eles encontraram um filhote de cachorro muito fofo que estava à venda.

Não havia muitos tipos de cães e nenhum parecia mais especial que o outro. Então eles viram um cachorrinho fofinho.

PUBLICIDADE

A família imediatamente se apaixonou pelo animal. Seus olhos fofos derreteram seus corações. Eles imediatamente decidiram levá-lo para casa.

Passe para a abaixo para continuar lendo.

PUBLICIDADE

Quando perguntado sobre a raça, o vendedor respondeu que era um Mastiff Tibetano (uma das raças mais caras e rara do mundo).

O cachorro dessa raça tem, basicamente, algumas características únicas, como seu excesso de pelo grosso e volumoso e seu comprimento enorme, que frequentemente assustam as pessoas.

Porém, a família começou a notar que o cachorro tinha certas características notáveis.

A princípio, a família percebeu que o cachorro estava com muita fome. Ele conseguiu consumir dois baldes de macarrão e uma caixa cheia de frutas todos os dias.

Eles sabiam que ele tinha fome, mas nunca haviam visto um cachorro que pudesse devorar tanto de uma só vez.

Em outro momento, o cachorro fofo latia de maneira anormal. Na verdade, você dificilmente poderia chamá-lo de latido!

O animal parecia muito mais como se estivesse gritando.

A família estava começando a se perguntar um pouco sobre todo esse comportamento estranho.

Mas também sabiam que estavam lidando com uma raça muito especial, então deixaram de lado as preocupações e continuaram cuidando amorosamente do animal fofo.

Até que um dia ele fez algo incrível.

Passe para a abaixo para continuar lendo.

A família não podia acreditar nos olhos deles. O cachorro deles podia ficar de pé! Eles nunca tinham visto isso antes.

Nenhum deles havia tentado ensinar isso a ele, então ele deve ter ensinado a si mesmo ou apenas o tinha em seu sangue.

Mais uma vez, a família achou que era uma característica especial do mastim.

O fato do “doguinho fofo” consumir uma quantidade incrível de comida também significava que ele crescia incrivelmente rápido. Quando ele tinha 2 anos, media quase um metro de altura e pesava quase 110 kg.

Seus donos começaram a se perguntar se algo estava errado. Nenhum cachorro no mundo cresceu a tal velocidade!

Não foi apenas o comprimento e o peso do cachorro que cresceram em ritmo acelerado. Seus dentes pareciam crescer com a mesma rapidez ao se desenvolver os dentes de um predador.

A família imediatamente soube o que fazer …

Então a família ficou preocupada. Afinal, uma coisa era criar um cachorro e outra arriscar a vida com um acidente.

Os donos do “doguinho fofo” o levaram  ao veterinário, que imediatamente souberam o que o animal era, e imediatamente chamaram o Departamento de Segurança Pública do Condado de Yiliang.

Após exames, confirmou-se de que se tratava, de fato, de um urso negro asiático. O cachorro, que agora se transformara em um gigante fofo, era um urso preto asiático, muito raro.

Havia uma razão específica para tudo isso!

O animal também é chamado de urso de colarinho, urso da lua ou urso tibetano e é classificado como ameaçado de extinção, de acordo com a União de Conservação Mundial (IUCN), porque muitas pessoas capturam da natureza ainda jovens e vendidos para uma vida na fazenda de extração de bile.

As autoridades levaram o animal. Esperamos que o doce “doguinho fofinho” esteja bem nesse momento!

A prática do consumo de bile de ursos é extremamente popular pela Ásia, infelizmente.

Acredita-se que o fluido da bile do urso contém propriedades medicinais que podem fazer tudo,  apesar da pouca prova científica de que seja mais efetivo que tomar um paracetamol.

As pessoas continuam a pagar por este “remédio”, largamente às custas dos próprios ursos.

Diferente das fazendas responsáveis pela extração da bile dos ursos, o “doguinho fofo” estava muito saudável e dócil com humanos. Apresentando de fato características de cuidado e afeto.

 

Mais Lidas de História