PUBLICIDADE
História

Pai faz fantasia com sacolas plásticas para filha ir à festa em escola. Até onde vai o amor de um pai?

Sem dinheiro, o operador de máquinas Luciano Carvalho, que mora com a família em São Bento do Sul, no Norte do estado, usou a criatividade para que a filha Samira, de 2 anos pudesse ir a caráter numa festinha na escola.

Ele usou sacolas plásticas de um supermercado para fazer uma roupa de princesa para a criança.

A festa foi de Dia das Crianças, no Centro de Educação Infantil onde a criança estuda.

PUBLICIDADE

“A gente também estava sem dinheiro, sem condições de comprar essa fantasia.

Então a gente teve essa criatividade, tanto eu como a minha esposa e a minha enteada, de fazer de sacolinhas”, disse Luciano.

Ele pesquisou na internet como poderia fazer a fantasia. E a matéria-prima, da cor rosa, foi de graça.

PUBLICIDADE

“A gente conseguiu num mercado, que a gente compra perto de casa.

A gente sempre faz compra ali. Então a gente conseguiu tudo numa cor só, como Outubro Rosa, então a gente teve a criatividade por causa disso, né.

Então a gente achou interessante porque já combinou com ela também, uma menina, né?”, explicou o pai.

Quando Samira chegou na festinha fantasiada de princesa, emocionou todos que estavam no local.

“O pai quando entregou ela pra mim na porta, ele falou assim: ‘professora, foi o que eu consegui fazer’. Eu me contive às emoções, porque foi muito emocionante.

Aí nós levamos para dentro da sala de aula e ela estava se sentindo uma princesa. Dançava, balançava naquele vestido, mexia no laço da cabeça.

Estava se sentindo uma verdadeira princesa”, disse a professora Aline Dias.

Passe para a abaixo para continuar lendo.

A educadora registrou tudo e encaminhou uma das fotos da criança para funcionários do supermercado onde o pai conseguiu as sacolas pra fazer fantasia.

Sem recursos, pai cria fantasia de sacola para filha ir a festa em escola de SC.

“Enviei uma foto para minha irmã, que trabalha no mercado e ela mostrou pra todos os colaboradores do mercado e eles ficaram muito emocionados.

Ela me ligou já, dois minutos depois, e disse que estava todo mundo emocionado e querendo saber como ajudar essa família”, declarou.

E já no dia seguinte ao da festa a dona de casa Marizete de Fátima Nascimento teve uma bela surpresa.

“Bateram na minha porta, perguntando se era ali que morava a bebê Samira.

Aí eles falaram que a equipe do supermercado tinha se organizado, tinha ficado comovido com a história e tal e tinha preparado algumas coisinhas pra ela”, contou.

A família recebeu comida, roupas e brinquedos. A Samira ganhou uma fantasia de princesa, um dos presentes que ela mais gostou.

A menina, que tem quase 3 anos, nasceu prematura e os pais contam que isso atrasou o desenvolvimento intelectual.

A criança começou a falar há poucos meses, mas isso, não tira o brilho dos olhos e muito menos a alegria pela vida, que enche o pai de emoção.

“Foi uma coisa tipo uma brincadeira que a gente fez, a gente não sabia que ia ter toda essa surpresa que o pessoal deu.

A gente está meio sem ter o que falar, porque até agora está só vindo surpresa, né?”, declarou Luciano.

Passe para a abaixo para continuar lendo.



Pai viúvo se veste de ‘mãe’ para participar com filha de festa do Dia das Mães, em Goiânia

Em uma festa na escola da Luna, o Daniel pai da menina foi do jeito que a filha pediu.

Com ajuda da irmã, ele colocou um vestido da mãe dele, calçou salto alto, passou batom, sem esquecer, é claro, da peruca e a barba rosa.

Daniel ainda tentou convencer a filha de que a avó ou a tia dela fossem no lugar dele.

“Eu tentei de todas as formas fazer com ela aceitasse que a avó ou tias fossem representando a mãe dela, porém ela me pediu com os olhos cheios de lágrimas que eu fosse como ela queria.

Não pensei duas vezes. Eu amo a minha filha”, relatou.

Daniel é investidor em startups, atua como autônomo e pôde se organizar para estar na festinha.

“Eu comuniquei a escola e a professora me chamou. Avisei sobre o que ela pediu e todos concordaram e apoiaram”, afirmou.

Ele classificou a reação da filha ao vê-lo vestido de mãe como impagável .

“Ela riu, impressionada e admirada, e disse que me amava. Mas não deixou de reparar o batom borrado! Foi impagável a reação dela”, lembrou o pai

“Foi engraçado porque ele passou batom um pouquinho errado e ficou borrado. Meu papai ficou meio lindo de mamãe, mas depois que tirou a roupa de mamãe ficou bonito”.

A reação de alegria da Luna, segundo Daniel, contagiou também os amiguinhos de sala dela.

“Tem um grupo de WhatsApp da escola, e teve uma mãe que contou que o filho perguntou quem era aquela nova mãe que estava tão elegante”.

Passe para a abaixo para continuar lendo.

Daniel contou com ajuda da irmã e da mãe para se caracterizar, mas para isso teve comprar a peruca e a tinta rosa

— Foto: Reprodução/Intagram
— Foto: Reprodução/Intagram

Daniel contou com ajuda da irmã e da mãe para se caracterizar, mas para isso teve comprar a peruca e a tinta rosa — Foto: Reprodução/Intagram

Mães se comoveram

A emoção também tomou conta da festa. “As outras mães todas choraram.

A turma dela é mesma desde o falecimento da Stella. Então todos acompanharam desde o início.

Sempre fui o ‘pãe’ dela”, afirmou o investidor, que mora com a filha e uma babá. “Ela está com a gente antes mesmo da Luna nascer”.

Durante a festa, o pai fez uma atividade manual com a filha enfeitando a primeira letra do nome da mãe dela, que morreu em setembro de 2016, 12 horas após começar a passar mal, quando voltou de uma viagem em família.

“Eu sempre fui sincero com a Luna dizendo que a mamãe dela estava com Papai do Céu.

Eu sempre tentei fazer com que esse processo de perda fosse mais natural possível, uma movimentação natural da vida.

Óbvio que, como criança, ela sempre questionou, mas eu dizia que a mãe dela estava em outro plano e que um dia nós iríamos nos encontrar. Ela sempre compreendeu”, relatou Daniel.

Na rede social, o pai fez questão de mostrar como foi tudo e colocar um texto onde também marca o perfil da Stella. Lá é possível ver como a mãe exaltava o seu amor pela filha.

Passe para a abaixo para continuar lendo.

Stella Noleto, mãe da Luna, morreu em setembro de 2016, após complicações por conta da Lúpus —

As curtidas na postagem do Daniel não param, e as mensagens de carinho também chegam a todo momento.

Uma seguidora disse: “Que lindo, parabéns você é um super Pai&mãe. To sem palavras”.

“Cada dia que passa te admiro mais como homem, como pai, como amigo, sobretudo como ser humano! Louvável atitude irmão!!

Um grande abraço e os meus melhores desejos pra ti e pra família inteira!”, comentou um amigo.

Deste dia especial para o “pãe” e filha na escola ficaram lições que serão compartilhadas a vida toda.

“O que eu quis foi impactar, porque o Dia das Mães sempre foi muito dolorido para ela, mas dessa vez queria que fosse lembrado de uma forma diferente, porém um pouco engraçada”, destacou.

Daniel repetiu a mesma mensagem que postou na sua rede social. “A morte é inevitável, mas não precisamos passar por isso de forma triste… concordam?”, finalizou.

*Vanessa Chaves é integrante do programa de estágio entre TV Anhanguera e Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), sob orientação de Elisângela Nascimento.

PUBLICIDADE
Mais Lidas de História
PUBLICIDADE