PUBLICIDADE
Saúde

10 sinais de deficiência de vitamina D que muitos ignoram – inclusive você!

10 sinais de deficiência de vitamina D que muitos ignoram – inclusive você!

Ela fortalece os dentes e os ossos, pois promove uma maior absorção de cálcio no sangue.

Também reduz o risco de certos tipos de câncer, como o de próstata, de mama e de cólon.

PUBLICIDADE

E ajuda a regenerar e a estimular o nosso sistema imunológico.

Devido ao fato de a vitamina D influenciar a produção de hormônios no corpo, também pode melhorar determinadas condições de pele, como psoríase, vitiligo e esclerodermia, além de controlar o humor.

Recentemente, algumas pesquisas estão considerando a vitamina D muito importante para a prevenção de esclerose múltipla, doenças cardiovasculares, infecções bacterianas e ataques virais.

PUBLICIDADE

A principal fonte da vitamina D é o sol.

Por isso, os banhos de sol, em horários adequados e sem exageros, devem fazer parte de uma vida saudável.

Em países que têm condições de luz solar baixa durante alguns meses do ano, o organismo é incapaz de obter a sua quota adequada de vitamina D através da síntese natural.

Nesse período, suplementos de vitamina D3 podem ajudar para evitar a carência desta vitamina.

Como saber se você está com deficiência de vitamina D? Veja 10 sinais.

1. Fadiga
Os sintomas de deficiência de vitamina D podem ser semelhantes aos efeitos da vida cotidiana Continue lendo.

2. Dor no osso
O Dr. Hunnes identifica a dor óssea como um dos sintomas mais comuns e graves da deficiência de vitamina D. É provável que isso também seja sentido especificamente como dor nas costas, descobriu um estudo (E Silva, 2013).

Eles analisaram mais de 9.000 participantes e encontraram uma associação entre dor nas costas e deficiência de vitamina D.

3. Fraqueza muscular
Outros fatores podem confundir alguns sinais de deficiência de vitamina D.

Você pode sentir fraqueza muscular porque está malhando ou restringindo suas calorias para perder peso. Talvez você não tenha dormido o suficiente.

4. Perda óssea
Se há uma função da vitamina D que a maioria das pessoas conhece, é que a vitamina D apoia a saúde óssea evitando a perda óssea por doenças como a osteoporose.

Isso porque a vitamina D aumenta a absorção de cálcio no intestino e desempenha um papel fundamental na forma como os ossos são remodelados.

5. Perda de cabelo
Embora mais pesquisas precisem ser feitas nessa área, baixos níveis de vitamina D parecem estar associados à queda de cabelo.

Também há uma associação entre D baixo e alopecia areata, uma doença autoimune associada ao raquitismo e caracterizada por perda severa de cabelo (Mahamid, 2014).

Os pesquisadores descobriram que quanto mais severa a perda de cabelo, menores eram os níveis de vitamina D no sangue do paciente.

6. Incapacidade de curar feridas
Se mesmo arranhões e cortes menores demoram uma eternidade para cicatrizar, pode ser um sinal de que seus níveis de D sejam verificados.

Quando os pesquisadores analisaram a capacidade dessa vitamina de manter a homeostase da glicose, eles também descobriram que ela ajudava indiretamente na cicatrização de feridas (Razzaghi, 2017).

7. Ansiedade
Obter vitamina D suficiente pode exigir algum planejamento, mas vale a pena o efeito.

Um estudo descobriu que pessoas com transtornos de ansiedade tinham níveis sanguíneos de vitamina D mais baixos do que aqueles que não sofriam dessas condições na mesma faixa etária (Bičíková, 2015).

8. Ganho de peso
Sua falta de vitamina D pode estar aparecendo na balança.

Há uma associação entre níveis mais baixos de vitamina D e um aumento na gordura da barriga e circunferência da cintura, constatou uma pesquisa apresentada em 2018 (Rafiq, 2018).

9. Problemas respiratórios
Embora a saúde óssea tenha sido o foco principal dos estudos da vitamina D por muito tempo, os pesquisadores agora estão analisando os receptores da vitamina D e os efeitos da vitamina D na inflamação e na imunidade.

10. Infertilidade
A pesquisa está dividida aqui, e mais trabalho precisa ser feito para esclarecer a conexão, mas alguns estudos mostram uma conexão entre um nível mais alto de vitamina D no soro e maiores chances de gravidez por fertilização in vitro.

PUBLICIDADE
Mais Lidas de Saúde
PUBLICIDADE